Banner Lai

Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis


Oficial do CBMCE é 1º lugar em Curso de Guarda Vidas em SP
Ter, 18 de Abril de 2017 11:06
Oficial do CBMCE é 1º lugar em Curso de Guarda Vidas em SP



O 1o Tenente Rodrigo Monteiro Carneiro, da 1a Seção de Salvamento Marítimo (SSMar) do Núcleo de Busca e Salvamento (NBS) do CBMCE acaba de concluir o Curso de Guarda Vidas I/2017 promovido pelo Corpo de Bombeiros da Polícia Militar de São Paulo. Com 100% de aproveitamento em todas as disciplinas, o tenente Rodrigo sagrou-se primeiro colocado.
.
"Foi uma experiência muito enriquecedora! Tivemos aulas práticas em todo o litoral paulista nas áreas de prevenção e salvamento aquático e primeiros socorros ao afogado, além de aulas teóricas de anatomia, fisiologia, oceanografia, meteorologia. Além disso, o curso permitiu a troca de experiência entre militares de diferentes estados, que, às vezes, têm culturas muito diferentes entre si.", avalia o militar.
.
Em São Paulo desde o início de março, o tenente concluiu o curso após 43 dias, ao lado de outros 32 bombeiros militares, todos soldados do Corpo de Bombeiros no estado de São Paulo. Foram semanas de treinamento intensivo, em que se intercalaram o conhecimento técnico específico e uma carga pesada de atividades físicas fundamentais para o bom desempenho da missão de Salvamento Aquático. Após um mergulho intensivo numa realidade bastante diferente da vivida pelo CBMCE, o oficial traz na bagagem ideias valiosas para o aprimoramento do serviço prestado à população cearense.
.
"Pude conhecer novas técnicas de abordagem e retirada do afogado, vi de perto como ele usam a oxigenoterapia pra aumentar as chances de sobrevida da vítima e também como se faz um uso bem mais intensivo de botes e motos aquáticas na prevenção. São algumas novidades que já apŕesentei ao Comando do CBMCE e que, em breve, poderão enriquecer o serviço que prestamos à população cearense", avalia o militar.
.
Mesmo recém-chegado, o tenente não terá muito tempo para descansar. Ainda neste mês de abril ele assume o papel de instrutor no Curso de Salvamento Aquático (CSA) promovido pelo NBS, com duração de 45 dias. Dezenove bombeiros participam desta edição do CSA, a primeira desde 2009.
.
 
Alunos do Colégio dos Bombeiros são medalhistas da Olimpíada Brasileira de Robótica
Qua, 05 de Abril de 2017 14:19




As matérias de Português, Matemática, Ciências e Inglês, que são aplicadas no Colégio Militar Escritora Rachel de Queiroz, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), adquiriram novo formato e, unificadas, trouxeram aos alunos um novo campo de pesquisa. É o estudo sobre robótica, que soma os conhecimentos adquiridos nessas disciplinas ao meio tecnológico. O interesse da garotada pelo assunto foi além da sala de aula e fez a escola ser uma das instituições premiadas na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) – por seis anos consecutivos. Na última edição do certame, em 2016, nove alunos do Colégio do CBMCE levaram medalhas para casa.


Na instituição, as aulas sobre robótica são um conteúdo a mais para os estudantes. De segunda a sexta eles aprendem as disciplinas proposta na grade curricular de suas respectivas séries. Mas aos sábados, o cenário muda. “A robótica aparece como uma forma de integrar conhecimentos e de contextualizar o que eles (alunos) aprendem em sala de aula”, explica o tenente dos Bombeiros Davi Teixeira Gomes, mais conhecido pelos estudantes como “professor Teixeira”, que é orientador do preparatório do colégio para a OBR. A escola começou a inscrever seus alunos na competição no ano de 2012 e, desde então, não parou de conquistar títulos locais e nacionais. “É muito importante quando o aluno participa de atividades que contextualizem os conhecimentos de sala”, reforça o professor, ao explicar que a robótica se apresenta à moçada como uma oportunidade de aplicar o conteúdo vivenciado nas aulas.


Partiu dele a iniciativa de criar um grupo de estudos sobre o tema. Formado em Mecatrônica pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE) e atuante no serviço de guarda vidas do CBMCE, o tenente reveza seu tempo e dedicação entre o Colégio dos Bombeiros e a Primeira Seção de Salvamento Marítima, na base do Mucuripe. “Quis despertar nas pessoas o interesse pelo tema”, explica. E esse desejo tem dado resultado. Só em 2016, mais de 100 estudantes de séries e idades variadas foram inscritos na OBR – número recorde desde 2012. E sem pressão! As participações são voluntárias e não representam pontinhos a mais no boletim. Em contrapartida, podem significar o ingresso na universidade. Foi o que aconteceu com o primeiro grupo criado. Pelo menos cinco dos alunos continuaram os estudos na área e hoje são universitários de cursos como Engenharia Mecânica, Elétrica, Civil e também de Mídias Digitais e Oceanografia, entre outros.


O preparatório para a OBR começa cedo, a partir do início do ano. Em 2016, o certame foi realizado no mês de agosto – na modalidade teórica. Com duas horas de duração e 15 questões sobre nomenclaturas na área da robótica e linguagem de programação, por exemplo, nove estudantes se deram bem na prova e alcançaram títulos. João Victor Alves Camilo é medalhista de prata; Caio Levi Ribeiro de Oliveira, Davi Bezerra de Holanda Sousa, Isabelly Feitosa Pereira, Mel Christie Barbosa Monte e Samuel Lima da Silva são medalhistas de bronze; Ruan Mateus Torres Pereira do Nascimento e Jonatas Siqueira Evangelista são medalhistas de honra ao mérito; Marina Stela de Sales Alves recebeu certificado de mérito estadual; e Jorgiana Ester de Macedo Costa da Silva alcançou certificado de mérito intelectual. A competição é subdivida na Modalidade Teórica, do Nível 3 ao 4. As premiações foram entregues na última sexta-feira (31), em solenidade realizada na própria escola.


Mais conquistas

Mas o reconhecimento para os interessados em robótica não para nas medalhas e certificados. Existem também premiações em formatos de bolsas de pesquisa. É o caso de Jonatas Siqueira, premiado por dois anos consecutivos pela Iniciação Científica Junior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ). Atualmente com 17 anos, o adolescente concluiu o Ensino Médio no Colégio do CBMCE no ano passado e atualmente é estudante da Universidade Federal do Ceará (UFC), cursando Engenharia Elétrica. Como competidor da OBR pela escola, ele também é dono de menções estaduais, nacionais, de mérito pessoal e participante de competições em território cearense e fora dele. Jonatas é integrante dos estudos sobre robótica desde o 7º ano do Ensino Fundamental.


“No segundo ano, o pessoal da robótica montou um projeto para dar continuidade, com dez pessoas (alunos) que revezavam as aulas”. O projeto mencionado por Jonatas foi encabeçado pelos próprios estudantes, nos anos de 2015 e 2016 – período em que o professor Teixeira teve que se ausentar para ingressar no curso de formação para tenente. O garoto e outros nove colegas deram continuidade ao preparatório em um período de 350 horas/aula, o que garantiu a eles os nove medalhistas. “Todo mundo ajudou”, continua Jonatas, que também ressalta a orientação de Teixeira, mesmo à distância. “Ele sempre foi o nosso amigo”.


Agora, o universitário quer levar o projeto adiante, até para outras escolas e já antecipa: “Meu plano é acabar a faculdade e continuar trabalhando com a robótica, em automação”.


As conquistas são motivo de grande orgulho para o coronel BM José Nildson Oliveira, que é o comandante diretor do Colégio do CBMCE. “Isso é uma prova inconteste do nosso compromisso com a educação, com os alunos e com o governo”, declara o comandante, sobre o serviço prestado, ao informar que a escola está intensificando vertentes extracurriculares, com estudos direcionados. O resultado desse trabalho é a aprovação de mais de 80% dos alunos da turma do 3º ano de 2016 em universidades públicas e privadas. Além dos preparatórios para competições da área de exatas, a garotada recebe orientação intensificada para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e para concursos de carreira militar e nas Forças Armadas, como Aeronáutica e Marinha.


Uma equipe do colégio também foi responsável por desenvolver o projeto robótico da Lixeira Interativa para Deficientes Visuais, feita em um suporte acrílico. O trabalho foi apresentado na Mostra Nacional de Robótica, em 2013, na Paraíba e, no ano seguinte, em São Paulo. Jonatas também é um dos integrantes da equipe. Ele e Marina Stela. A garota, que era da mesma turma do colega, agora é aluna do curso de Oceanografia da UFC.


“Quando eu estava no 7º ano, o Teixeira chegou ao colégio e ofereceu o curso de robótica pra todos os alunos que tivessem vontade de aprender. Fiquei entusiasmada e fui atrás”, conta Marina, ao revelar que o que mais chama sua atenção no assunto é a possibilidade de produzir coisas que facilitem o dia a dia das pessoas – como o projeto da Lixeira do qual ela também participou. A robótica veio para ficar em sua trajetória acadêmica. Ela pretende aproveitar os conhecimentos adquiridos para a criação de instrumentos utilizados no mapeamento de mares e no melhoramento de submarinos. “Eu sempre fui muito ligada em computadores e desde criança queria ser cientista. De algum modo, a robótica se apresentou a mim assim”, fala Marina.


Enquanto os dois colegas iniciam novas experiências, as turmas da ex-escola deles continuam na busca por medalhas. A próxima prova tem previsão para ocorrer em junho deste ano e as inscrições já começaram. Além disso, um novo time também esta sendo criada para a Olimpíada Brasileira na qual são feitas as mostras de robôs.


De acordo com a capitã Sâmila de Sousa Ribeiro, que é coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental II, todos os anos o colégio participa dessa e de outras Olimpíadas, como a de Astronomia, Matemática e Física. “E sempre ficamos entre os melhores do Estado”, destaca. Inclusive, ainda em 2016, a instituição ganhou os concursos de redação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Escola de Aprendiz de Marinheiro e foi a melhor na Olimpíada de Física, tendo ganhado, por sete anos seguidos, destaque com menção honrosa, certificado com chancela da Sociedade Brasileira de Física, pelo CNPQ e pelo Ministério de Ciências e Tecnologias do Governo Federal do Brasil e ainda saiu em primeiro lugar entre as escolas públicas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).


Além das premiações conquistadas nas competições, os alunos também são homenageados pela escola, com mérito intelectual e disciplinar. Eles também recebem promoções semelhantes às patentes militares de acordo com a média alcançada no ano anterior. Os garotos e garotas também têm aulas de laboratório, xadrez e judô, de música, natação, vôlei e esportes no contra-turno das aulas, entre outras atividades e a atuação do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).


“A gente tem muito orgulho da escola. Aqui é um sonho. Você aprende não só as matérias de sala de aula, mas também sobre a vida e o respeito. Não tem só Português e Matemática. O estudante aprende a engomar seu uniforme, limpar seu sapato, a ter respeito pelo país. Aqui a gente forma pessoas de caráter”, declara a coordenadora, que é uma das alunas fundadoras da instituição.  


Atualmente, são mais de mil alunos cursando do 1º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, divididos em 35 turmas nos períodos da manhã e tarde, contando com a assistência de aproximadamente 200 profissionais do corpo docente, gestão acadêmica e de outras áreas gerais. “É um trabalho de equipe”, destaca o diretor Nildson, que projeta para os próximos anos que a escola tenha ensino profissionalizante e em tempo integral – o que ocorre apenas com o 3º ano. “Pra quem estuda, o céu é o limite”, declara Oliveira, com incentivo aos alunos para continuarem se dedicando aos estudos.


Fonte: SSPDS
 
Governador assina lei que aumenta salários de profissionais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará
Qui, 06 de Abril de 2017 18:44

170406 SANCAO SAL MILITARES-3487-2 WEB

Demanda antiga das corporações e elaborado por estudo da SSPDS, por determinação do chefe do Executivo, o benefício trará aumentos de até 48% nos salários de profissionais da categoria


170406 SANCAO SAL MILITARES-3597 WEBCompromisso e reconhecimento pelo trabalho exercido na Segurança Pública do Estado. Com este mote, o governador Camilo Santana sancionou nesta quinta-feira (6), em cerimônia realizada no Palácio da Abolição, a lei que equipara a média salarial dos estados do Nordeste para os profissionais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Ceará. Demanda antiga das corporações e elaborado por estudo da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por determinação do chefe do Executivo, o benefício trará aumentos de até 48% nos salários de profissionais da categoria. Os acréscimos financeiros serão feitos em três partes: no instante da publicação da lei, a partir de março de 2018 e em dezembro de 2018.

170406 SANSAO LEI SAL MILITARES CG6364 WEBDurante a solenidade, Camilo Santana pontuou que neste primeiro momento os esforços se voltaram para a equiparação salarial de Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, mas garantiu que o Governo do Ceará já trabalha na concretização de equiparação salarial na Polícia Civil e Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Para o governador, a sanção da lei representa momento de alegria e reforça a responsabilidade do Governo com os recursos públicos, garantindo melhorias na Segurança mesmo diante de momento de crise na economia do Brasil.

"Esse é um dia especial, pois não há nada mais importante na política do que honrarmos os compromissos. Nós temos uma compreensão de que um governo precisa estar sintonizado com os maiores anseios da população. Esse é o verdadeiro papel do Estado. Precisamos servir as pessoas. E se você for fazer qualquer pesquisa de opinião pública, a primeira coisa que a população cobra é segurança. Então eu assumi um compromisso na minha eleição de me dedicar a ajudar a segurança pública do cearense. Também me comprometi de valorizar nossos profissionais da segurança, que colocam a vida em risco para proteger a vida do povo. E mesmo com todas as dificuldades, conseguimos manter isso dentro das prioridades", afirmou o governador, que esteve acompanhado da vice-governadora Izolda Cela, do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, dentre outros representantes do Governo do Ceará.

A nova lei traz o impacto de R$ 396 milhões na folha do Ceará. Por exemplo, um major terá ascensão no salário de R$ 7.337,86 (hoje) para R$ 10.585,49 em dezembro de 2018, o que representa 48% de aumento.

170406 SANSAO LEI SAL MILITARES JW2286 WEBO documento sancionado, avalia o governador, é um elemento dentro da evolução estrutural para os profissionais da segurança. Ao apresentar os dados da equiparação salarial, Camilo Santana revelou ainda que os salários de cabo e soldados, numa avaliação posterior à elaboração da lei, terão novos acréscimos. Ao invés de ter aumento em 7,7%, o salário dos cabos subirá cerca de 14% até o fim de 2018. Já o salário dos soldados, que já está acima da média salarial do Nordeste, subirá para 10,17% até dezembro do ano que vem - antes seria 3,8%.

Segundo o secretário André Costa, o marco desta quinta-feira traz mais motivação aos trabalhadores e faz justiça diante da luta diária dos policiais e bombeiros militares no Estado do Ceará. "Era uma demanda muito antiga, de décadas, e que finalmente agora foi contemplada. É preciso se destacar que, mesmo diante de tantas dificuldades orçamentárias que o país e o Ceará atravessam, percebemos que o governador realmente se sensibiliza pela situação dessa categoria. É o trabalho mais difícil que existe, pois cada um arrisca a sua vida para proteger as pessoas. Pagar a média do Nordeste é mais uma conquista e é preciso ser celebrado".


quadro equiparacao salarial2-01


Caminhando juntos

Dentre as centenas de policiais presentes para o evento histórico no Palácio da Abolição, o major Gerlucio Vieira explicou que a assinatura da lei pelo Governo do Ceará estimula ainda mais os profissionais na luta pela diminuição da violência no Estado. E constrói o vínculos mais próximos, de parceria, entre a polícia e a gestão estadual.

170406 SANCAO DA LEI MEDIA SALARIAL PM BOMBEIROS-3350"É um reconhecimento pelo nosso trabalho e também o cumprimento de algo que foi prometido na campanha pelo governador Camilo Santana. Para nós é uma satisfação muito grande essa melhoria salarial. Já havíamos sido contemplados com o programa das promoções e agora sentimos a alegria da conquista com a equiparação. Entendemos isso como o Governo estando sempre do nosso lado, assim vamos caminhar juntos fazendo cada um a sua parte no combate à criminalidade", disse.


Ações para Segurança

Camilo Santana lembrou, durante seu pronunciamento, o intenso volume de ações voltadas ao campo prioritário da Segurança Pública, promovido pelo Governo nos últimos dois anos. O chefe do Executivo lembrou de conquistas como a interiorização do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), instalação de delegacias 24 horas pelo Estado, além dos concursos e melhorias profissionais para as polícias do Ceará, a exemplo da promoção de mais de 10 mil policiais e bombeiros, distribuição de novas escalas e aumento no valor das horas extras.

Na última segunda-feira (3), exemplificou, foram iniciadas as aulas para 1.400 aprovados no concurso da Polícia Militar. No total, 4.200 profissionais reforçarão a corporação até 2018, aumentando em 25,7% o efetivo atual. Ele aproveitou também para anunciar que, na próxima segunda-feira (10), o Governo dará posse a profissionais que compõem o terceiro grupo de aprovados do último concurso da Polícia Civil.

O governador aproveitou o evento diante de policiais e bombeiros para anunciar os investimentos de mais de R$ 10 milhões para compra de armas e coletes para PMs e de R$ 1 milhão em equipamentos de segurança para profissionais do Corpo de Bombeiros. "Até o final do governo, todo o policial militar do Estado do Ceará terá uma arma sua e um colete para trabalhar". Outros investimentos citados pelo governador foram a aquisição de 400 novas motos e 300 novas viaturas adesivadas, além de dois novos helicópteros para reforçar bases da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

André Costa complementou o campo de ações anunciando que a SSPDS trabalha para a implantação de novas Unidades Integradas de Segurança (Unisegs). O titular da Secretaria lembrou ainda que já está em funcionamento uma delegacia para atendimento de profissionais da Segurança Pública, para dar "maior atenção àqueles que cuidam da nossa sociedade". A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), finalizou Costa, também passa por melhorias estruturais para evoluir no fluxo de trabalho e investigação do equipamento.



06.04.2017

André Victor Rodrigues
Repórter / Célula de reportagem

Fotos: José Wagner, Carlos Gibaja e Lia de Paula / Governo do Ceará

 
Aula inaugural do CMAUT 2017
Sex, 31 de Março de 2017 16:15


A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE) iniciou nesta sexta-feira (31), mais uma edição do Curso de Mergulho Autônomo (CMAUT). A capacitação, que tem uma carga horária de 318 horas/ aula, é realizada sob a coordenação do Núcleo de Busca e Salvamento (NBS) do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) e habilitará os militares a desempenharem atividades de mergulhador autônomo de circuito aberto, para atuar em ocorrências de busca, resgate e salvamento aquático com baixa visibilidade, em profundidade de até 50 metros.  

Ao todo, 21 profissionais participam da capacitação, incluindo 18 bombeiros militares, sendo 14 do estado do Ceará e quatro do Piauí, além de três praças da Polícia Militar do Ceará. Entre os participantes está Daniel de Abreu, ele é Cabo do Corpo de Bombeiro do Piauí e veio para Fortaleza com o intuito de qualificar ainda mais o serviço que presta em sua região. “Nós somos quatro alunos que estamos chegando do Piauí, haja vista a grande necessidade que o nosso estado tem de profissionais nessa área de busca e salvamento aquático e nós estamos aqui em Fortaleza pleiteando ficar até o final do curso para que após a formação retornarmos para as nossas cidades pensando primeiramente e primordialmente em servir a sociedade”, ressaltou o militar.

Durante o treinamento os alunos participam de aulas teóricas e práticas que abordam diversos assuntos como: direitos humanos; ética e cidadania; educação física; mergulho livre; mergulho autônomo; física do mergulho e tabelas de mergulho. Além de instruções práticas de travessias e mergulhos, busca e resgate de pessoas com equipamento autônomo e mergulho em açudes e comportas, entre outras atividades inerentes ao serviço de salvamento.

De acordo com o comandante do Núcleo de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará, Tenente-coronel BM Holdayne do Nascimento Pereira, o NBS é pólo concentrador dos mergulhadores na Capital e tem papel fundamental no serviço de salvamento oferecido pela corporação. “O NBS este ano está completando 17 anos da sua fundação, em nosso quartel nós temos as viaturas de salvamento que cobrem Fortaleza e a Região Metropolitana atendendo casos de suicídio, colisão de veículos, busca de cadáver, pessoas perdidas. Então, nós temos um gama de ocorrência muito grande. Contamos hoje com 79 bombeiros e a tropa está sempre buscando especialização”, explicou o oficial.

O início da capacitação foi marcado pela palestra “Ética, Cidadania e Direitos Humanos”, ministrada pela professora e inspetora da Polícia Civil, Virgínia Munhoz, além de uma exposição de equipamento de mergulho pertencentes ao acervo do NBS.



Sobre o CMAUT
O Curso de Mergulho Autônomo (CMAUT) é uma das qualificações mais importantes e tradicionais dos corpos de bombeiros do território brasileiro, e desde 1985 é realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE). Ao longo desses 32 anos, já foram realizados 11 cursos de mergulho autônomo, formando aproximadamente 106 mergulhadores de resgate do CBMCE e de outros estados brasileiros. O CMAUT/2017 é a segunda edição desta modalidade de curso realizada pela Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE).




Fonte: AESP
 
CAT capacita bombeiros militares no que tange às normas de SPDA
Ter, 04 de Abril de 2017 15:09

Teve início, no dia 27 de março, o Curso Sobre Proteção Contra Descargas Atmosféricas - NBR 5419:2015, voltado para os bombeiros militares fiscais, engenheiros, projetistas e demais interessados na área técnica.


O curso é oferecido por Amílcar Dornelas, engenheiro eletrônico e eletricista. Especialista em SPDA e aterramento O professor Amílcar já desenvolve há anos trabalhos na área e agora vem compartilhar sua expertise com os bombeiros com o objetivo de repassar as atualizações da NBR 5419, Norma Brasileira que trata do tema e que teve em 2015 significativas mudanças.


Com um total de 48h/a, o curso vem sendo ministrado no auditório da Defesa Civil, no período noturno, com aulas práticas nos sábados pela manhã. Ao final, espera-se que engenheiros e bombeiros fiscais se familiarizem com as nuances da nova norma e estejam aptos para os serviços de análise de projetos e vistorias no que tange o Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas.


O curso se estende até o dia 08 de abril, contando com dez bombeiros militares pertencentes à Coordenadoria de Atividades Técnicas (dos municípios de Fortaleza, Iguatu e Juazeiro do Norte) e quatro engenheiros projetistas. Há expectativa de formação de mais duas turmas para os meses de abril e maio.



 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Serviços

Agenda - Abril 2017

Do Se Te Qu Qu Se Sa
26 27 28 29 30 31 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 1 2 3 4 5 6

Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará - Rua Oto de Alencar, 215 Centro - Cep 60.010-270, Fortaleza/Ce

Fone: (85) 3101.2219

© 2008 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados